RDP África – Cruz Vermelha continua sem poder visitar detidos na Guiné Bissau

Autoridades de transição não permitem visitar os alegados autores do ataque de 21 de outubro

Publicado: 13h38m, 05 Nov. 2012 | Actualizado: 13h38m, 05 Nov. 2012

O Comité Internacional da Cruz Vermelha ainda não obteve autorização das autoridades de transição da Guiné-Bissau para visitar os detidos na sequência do alegado ataque a uma instalação militar, no passado dia 21 de Outubro.

A partir de Dacar, no senegal, fonte da organização adiantou à RDP África que as negociações prosseguem.

Enquanto isto, são vários os especialistas que alertam para o aumento do narcotráfico na Guiné-Bissau desde o golpe de Abril, que depôs o governo de Carlos Gomes Jr.

Os alertas têm sido feitos por várias organizações de combate ao crime.

António Pinheiro, que representou Portugal no Africa Center for Strategic Studies, em Washington, entre 2007 e 2010, lembra que há muito que o poder a Guiné-Bissau é dominado por forças exteriores ligadas ao tráfico de droga.

O investigador e militar na reserva destaca ainda que o Estado Maior General das Forças Armadas guineense não funciona como tal, porque falta hierarquia formal, falta autoridade e falta estado de direito. António Pinheiro defende ainda que, na verdadeira aceção da palavra, já não há militares na Guiné-Bissau.

Por estes e outros motivos, o problema guineense exige uma abordagem abrangente da comunidade internacional.

Oiça as declarações de António Pinheiro, prestadas à jornalista Paula Borges:

via RDP África – Cruz Vermelha continua sem poder visitar detidos na Guiné Bissau.

Advertisements

Deixe aqui o seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s