Guiné-Bissau: Militares acusam Gâmbia de envolvimento no ataque ao Quartel de Pára-comandos | Jornal Digital

Bissau – O Estado-maior General das Forças Armadas da Guiné-Bissau, através do seu porta-voz Daba na Walna, acusou, este Domingo, 28 de Outubro, a República da Gâmbia de estar envolvida no ataque ao Quartel de Pára-comandos, que decorreu a 21 de Outubro.

Em conferência de imprensa realizada este Domingo, 28 de Outubro, em Bissau, depois da captura de Pansau Ntchama, Daba na Walna informou que o território gambiano estará a ser utilizado por Zamora Induta, ex-chefe do Estado-maior General das Forças Armadas, com o objetivo de eliminar António Indjai, actual chefe do Estado-maior General das Forças Armadas da Guiné-Bissau.

A nível interno, este responsável disse acreditar que muitas figuras políticas podem estar envolvidas nesta operação mas não avançou nomes.

Daba na Walna revelou que Pansau Ntchama vai ser julgado no Tribunal Militar, sobre o seu alegado envolvimento no ataque ao Quartel de Pára-comandos, em Bissau.

Além de Pansau Ntchama, alguns militares já foram detidos na sequência de suposta participação na mesma acção, de entre os quais de destaca Jorge Sambu, ex-vice-chefe de Estado-maior da Armada em 2010.

(c) PNN Portuguese News Network

via Guiné-Bissau: Militares acusam Gâmbia de envolvimento no ataque ao Quartel de Pára-comandos | Jornal Digital.

Deixe aqui o seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s