Bloguítica: Guiné-Bissau: Notícia sempre por maus motivos [4]

Iancuba Indjai e Silvestre Alves foram detidos e espancados por militares das Forças Armadas da Guiné-Bissau. Há inúmeras testemunhas que confirmam a sua detenção e, se houvesse vontade política (e militar), de certeza absoluta que não seria difícil identificar (e prender) os agressores. Porém, o ministro da Defesa nem se pronuncia sobre o assunto e o Governo limita-se a condenar o seu espancamento, exortando — em abstracto e como Pilatos — os órgãos competentes a prosseguirem com a investigação.

O respeitinho é muito bonito, naturalmente. Se a Guiné-Bissau fosse um Estado de direito nesse mesmo dia haveria dirigentes militares exonerados. O CEMGFA, António Indjai, por exemplo. O próprio ministro da Defesa seria chamado a retirar consequências políticas dos acontecimentos.

Infelizmente, a Guiné-Bissau não é um Estado de direito e o Governo de transição sabe isso melhor do que ninguém.

[Adenda]

Algumas palavras sobre a actual situação na Guiné-Bissau (West Africa Democracy Radio, 23.10.2012).

Publicada por Paulo Gorjão em 00:35

via Bloguítica: Guiné-Bissau: Notícia sempre por maus motivos [4].

Anúncios

Deixe aqui o seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s