Ditadura do Consenso: 200 mil milhões de Fcfa ‘lavados’ no Senegal

200 mil milhões de Fcfa ‘lavados’ no Senegal

Um relatorio do Departamento de Estado Norte-Americano estima em 200 Bilhões de Francos Cfa o montante de dinheiro branqueado no Senegal. Este relatorio revela que uma parte desses fundos branqueados são activos de traficantes internacionais. Porém, tal não impede que figuras, ditas publicas, ligados as esferas das autoridades oficiais, assim como directores de sociedades publicas sejam isentas de suspeições. A Direcção da Moeda e do Credito (DMC) levou a cabo conjuntamente com Banco Central dos Estados da Africa Ocidental (BCEAO), um inquérito sobre a reciclagem de cerca de 60 bilhões de Francos Cfa duvidosos no mercado negro. Esse dossier fora transmitido em tempos ao antigo Ministro de Estado, ministro das Finanças, Abdoulaye Diop do regime liberal.

Nesse seu relatorio, o Departamento de Estado à semelhança do GIABA igualmente interroga sobre a origem dos fundos investidos no ramo imobiliario, nomeadamente com o « boom » escandaloso das construções em Dakar.

O menos que se pode dizer, é que as autoridades judiciarias estão seguindo de perto esses assuntos. Um recente quadro apresentado pela Celula Nacional de Tratamento das Informações Financeiras (CENTIF) indica assim que os dossiers ora transmitidos ja resultaram à data de 30 junho 2012 em 85 processos judiciais desencadeados pelo Ministério Publico de Dakar. Novos dossiers foram instruidos pelo MP de Dakar, entre eles, um dossier de quase um bilhão de Francos Cfa, que põe em causa fundada um neto de uma grande figura religiosa do Senegal. Para além disso, muitos outros dossiers do CENTIF visam directamente antigos dignatarios do regime e homens de negocios reputados.

Pode-se citar a esse proposito o dossier que põe em causa um dos mais proximos colaboradores do antigo presidente da Republica do Senegal, Dr Abdoulaye Wade, facto que foi despoletado na sequência de um deposito supeito de 85 bilhões de Francos Cfa no Banco de Habitação do Senegal (BHS); ou o pressumivel desvio de 3 bilhões de Francos Cfa ocorrido no Ministério da Familia ; o caso da Direcção Geral das Eleições, etc.

Mas o mais grave é sem duvida as «aplicações imobiliarias» feitas em Paris e que recentemente motivaram uma nota de TRACFIN, a celula anti-branqueamento de Bercy, e esta no centro da queixa internacional que SHERPA-Int conta intentar a favor do Senegal.

Fonte: Libération (França)

Nota: Estas praticas, demostram que a Guiné-Bissau é um menino de coro nessas andanças comparado com o Senegal, nosso vizinho, Estado “modelo”, considerado pela Comunidade Internacional, como sendo “impoluto”, “anti-droga” e “anti-corrupção”. Lembrando a etiqueta que subtil e maliciosamente conseguiram nos colar, catalogando-nos de Narco-Estado ou Plataforma de Trafico de Drogas (aproveitando-se do naifiismo e excesso de protagonismo do governo então emergente de Dafa Kabi)…, não deixo de sorrir para mim mesmo… e, imaginando um dialogo com os meus botões, não deixo de chegar a triste conclusão : a nossa famosa etiqueta de Narco-Estado serve sim a outros Estados. Ela serviu e serve de uma boa fachada e cobertura a verdadeiras lavandaria do rendimento proveniente do narcotrafico sub-regional, pratica que este nosso vizinho, àz da astucia e matreiro experimentado, é, useiro e vezeiro na sua pratica. Para nos fica a fama de roupas de marca do nosso famoso fukandjai do mercado de Bandim, enquanto… aqui na Terranga Senegalesa se veste do bom e do melhor, desde, Ted Lapidus, Uomo, D&G, Benneton e muitos mais, … mas todos, de colarinho imaculadamente branco.

SPL

via Ditadura do Consenso: 200 mil milhões de Fcfa ‘lavados’ no Senegal.

Deixe aqui o seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s