Novas da Guiné Bissau: Governo Ilegítimo de transição disponibiliza 30 milhões para conclusão de cartografia eleitoral

Governo Ilegítimo de transição disponibiliza 30 milhões para conclusão de cartografia eleitoral

Bissau – O Governo Ilegítimo de transição da Guiné-Bissau disponibilizou sexta-feira 30 milhões de francos CFA para a cartografia eleitoral de três regiões que faltam para a conclusão de um “passo importante” para a realização de eleições gerais no próximo ano.

O anúncio da disponibilização da verba foi feito pelo ministro da Administração Territorial e Poder Local, Batista Té, em conferência de imprensa na presença de representantes de alguns partidos políticos, da Comissão Nacional de Eleições (CNE) e da Presidência da Republica.

A verba avançada pelo Governo é apenas parte de um orçamento de 102 milhões de francos CFA necessários para o mapeamento da Guiné-Bissau em regiões e distritos eleitorais.

O dinheiro disponibilizado irá ser utilizado para a conclusão da cartografia das regiões de Biombo, Cacheu e Oio, já que as restantes seis regiões tinham sido cartografadas pelo Governo deposto.

Para Batista Té, “hoje deu-se um passo importante” na preparação das eleições gerais que devem ter lugar no próximo ano.

“Queremos sublinhar que a cartografia eleitoral é um elemento chave na identificação do eleitor, é um instrumento que clarifica o movimento real e integral do processo eleitoral e indispensável para a efectivação do escrutínio”, disse Batista Té.

O responsável pela cartografia, Cristiano Na Bitan, destacou os esforços do actual Governo por ter  disponibilizado a verba hoje anunciada mas lembrou que os trabalhos da cartografia já deviam estar a decorrer desde o mês de Julho passado.

De acordo com os técnicos são precisos três meses para a conclusão de todos os trabalhos no terreno, pelo que há riscos de atrasos, o que poderá influenciar a data da realização de eleições.

O secretário executivo da CNE, António Sedja Man disse ser desejo da instituição eleitoral realizar o escrutínio até Maio de 2013.

“Em princípio estamos todos numa corrida contra o tempo, para atingirmos a meta que é a realização de eleições. A transição começou a 12 de Maio deste ano deve terminar no dia 12 de Maio de 2013, o nosso cronograma na CNE é para que até esta data tenhamos realizado as eleições legislativas e presidenciais”, disse Sedja Man.

via Novas da Guiné Bissau: Governo Ilegítimo de transição disponibiliza 30 milhões para conclusão de cartografia eleitoral.

Deixe aqui o seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s