Ditadura do Consenso: Opinião: CEDEAO legitima golpe de Estado na Guiné-Bissau

…e agora, valha-nos as Nações Unidas. O Senegal, um país que é também nosso vizinho, e que não pode nem quer o nosso bem tomou a dianteira para organizar uma mini-cimeira que se tornou num presente envenenado. A frase, que pertencd ao seu recém eleito presidente, Macky Sall, sobre “a CEDEAO não ser uma força de ocupação”, e, outra ainda, sobre o reforço da presença militar senegalesa, na Guiné-Bissau, foi o murro no estômago que eu, mais do que prever, temia. Ou seja, podemos tornar-nos numa…província senegalesa – qualquer coisa como Casamance ou outra qualquer.

Em Dakar, foi tudo ao contrário. A divergência de interesses e particularmente a intenção do Senegal em ter a Guiné-Bissau em permanente estado de instabilidade, criou dificuldades para se chegar a um consenso. Estranhamente, a Guiné-Conakry alinhou, tendo mesmo sugerido, encapotadamente, uma eventual “renúncia” tanto de Raimundo Pereira como de Carlos Gomes Jr, isto porque e a seu ver “o conflito não interessa à sub-região”. Um golpe de Estado será a solução, portanto.

Criou-se impasse e muita tensão entre as partes e acabaram por não chegar a um entendimento. As Nações Unidas e a CPLP estão com os cabelos em pé e não pretendem ficar com os braços cruzados perante o que consideram ser uma “monstruosidade que se está a preparar contra a Guiné-Bissau”. A CPLP reagirá sábado, em Lisboa, mas, amanhã ainda, espera-se por uma declaração do ministro guineense dos Negócios Estrangeiros, Mamadu Saliu Djaló Pires. A ONU, por sua vez, reúne na próxima segunda-feira para se debruçar sobr o ‘dossier’ Guiné-Bissau.

Enquanto tudo isto se desenrola, o País continua praticamente paralisado. Não há energia eléctrica, a cidade tem apenas quatro ruas iumindadas, graças a painéis solares. Bissau corre o sério risco de ficar sem água potável, aproxima-se a época das chuvas e a cólera já deu sinal em Tomabli e Bolama. Recorde-se que quase todos os organismos internacionais expulsaram ou cancelaram ajudas à Guiné-Bissau, os funcionários públicos não receberam os seus salários, a administração pública está praticamente parada.

No que me diz respeito, como cidadão da Guiné-Bissau, como cidadão de um país que é membro da CEDEAO, não posso deixar de me sentir envergonhado, e, sobretudo, traído. Resta-me esperar e confiar que a CPLP, organização a que orgulhosamente pertenço, e a Organização das Nações Unidas, organismo transversal a essas duas entidades, possam, com sangue frio e com firmeza tomar uma posição intransigente em defesa das instituições da República, da Democracia e, sobretudo, do Povo da República da Guiné-Bissau. AAS

Publicada por António Aly Silva em 00:06

via Ditadura do Consenso: Opinião: CEDEAO legitima golpe de Estado na Guiné-Bissau.

Anúncios

4 comments

  1. Caro cidadao Ali, A CEDEAO esta na GUIne-Bissau como noutros Países intregantes, a decisao da reuniao dos chefes de estados em Senagal é realmente para elogiar porque permite a GB mais uma vez sair de uma situaçao que o senhor Carlos Gomes Junior nos arrastou quase 3 anos, desde o desaparecimento das figuras publicas deste País, começando desde a assassinato barbaro do presidente Joao Bernardo Vieira, o Baciro Dabo, o Helder Proença, o Yaya Dabo e outros ainda, afinal onde estava o dito CPLP, a UE, a UA, ficaram todo o tempo de bico fechado, ” antes estava no pó agora esta na carne tem que ter reaçao do dito CPLP UE E outros que nunca vivem da situaçao da Guiné.
    A CEDEAO nunca mais deixará que este País seja dirigida pelos criminosos que querem vender este País para os angolanos ou os gambianos porque a Guiné nao é colonia de destes Países.
    É que seja dito este país nao vai ficar nas maos das pessoas que queriam mergulhar a patria de cabral pelos seus interesses pessoais, e deixar a maioria da populaçao em crise economica,
    GPI

  2. os militares e os politicos teem que ver ou analizar as decisoes do CDEAO,é verdade de que o governo senegalese sempre quer que a Guiné-Bissau seja uma das suas provincias sempre cria instabilidade .o CPLP e a NU devem analizar a situaçao da Guiné-Bissau e a decisao de CDEAO,porque eles so estao a criar a instabilidade para nos

  3. A independencia do casamence foi negociada com os franceses na conferencia do Mali, Conferencia que preparava os caminhos para Independencia do Mali, Casamence e Senegal. Na hora H os Djolas foram traídos pela França e Senegal que haviam reconhecido oestatuto de Estado emergente àquele território nessa mesma conferencia.

    Algumas décadas depois Nino Vieira inaugurou o apoio bissau guineense à independencia do Casamence para impossibilitar a exploração do petroleo em Varela enquanto corria o processo em Tribunal Internacional. Assim para os Senegaleses somos nós quem destabiliza o Senegal.
    Mais tarde, para reconquistar a confiança Senegalesa e viabilizar 35% do petroleo de Varela, importou militares senegaleses,1998. Foi o que foi…

    Para descomplicar as coisas o Bureau Político do PAIGC mais uma vez leva ao poder um afilhadoo da independencia com presença militar estrangeira – Angola – .
    Em suma, se é facto que o Senegal tem levado a cabo uma politica belicista e de má visinhança em toda a Africa Ocidental, facto é que o Bureu Político do PAIGC não lhe fica atrás.

  4. A minha maior vergonha não é com CEDEAO, mas sim da Guiné-Bissau numa quadrilha dito ORGANIZAÇÃO economica CEDEAO. Por que já são conhecido e renhecido na apoio o GOLPE DE ESTADO e na formação de redes de contra bandos na costa africana em nome da Comunidade Económica dos Estados África Ocidental. Isso não existe, até por que o seu atitude de apoiar os golpistas guineense de 12 de Abril, indignou mundo (U.A, CPLP, E.U, ONU e Diáspora Guineense), só por forte interesse do CEDEAO e SENEGAL que nunca quero o desenvolvimento da guiné-bissau. Mas como Deus é pai e sempre será, um dia a justiça vai ser feito, amém.

Deixe aqui o seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s