Serifo Nhamadjo: “Carta de Transição Poderá Estar Caduca” | GBISSAU.com

O Conselho de segurança das Nações Unidas voltou a reiterar neste fim de semana a possibilidade de sanções para o comando militar na Guiné-Bissau. Os golpistas, por seu lado, acabaram por admitir que a constituição de um Conselho nacional de transição fora apenas uma proposta, documento que parece agora estar caduco.

Enquanto a diplomacia no Conselho de segurança da ONU volta a ameaçar os golpistas guineenses e respectivos aliados políticos no terreno o parlamento tem sido palco de uma série de encontros.

O que poderá por em causa o protagonismo anunciado pelos golpistas das prerrogativas do Conselho nacional de transição.

Serifo Nhamadjo, presidente interino do parlamento, que tinha sido apontado como possível presidente de transição, continua a insistir numa solução constitucional para a crise e faz um balanço positivo dos encontros mantidos com os vários partidos admitindo que a Carta de transição poderá estar caduca.

O Movimento da sociedade civil veio a público pedir que o PAIGC, Partido africano para a independência da Guiné e Cabo Verde, no poder até ao golpe de Estado do passado dia 12, seja ouvido para se tentar solucionar o impasse e que o poder seja devolvido ao PAIGC, como refere o porta-voz Filomeno Cabral.

Também Jorge Mandinga, da Aliança democrática, apelou a que o PAIGC seja ouvido nestas conversações a decorrer na Assembleia nacional popular.

Fernando Vaz, porta-voz do colectivo dos partidos da oposição democrática, apelou à flexibilidade e à não adopção de posições radicais.

O encontro da CEDEAO previsto para esta segunda-feira em Conacri foi cancelado, a Comunidade económica dos Estado da África ocidental devendo enviar em vez disso uma equipa técnica de novo a Bissau.

Por ora a diplomacia nas Nações Unidas continua a avançar em relação à adopção de uma declaração condenando o golpe de Estado na Guiné-Bissau com a ameça de sanções relativamente aos golpistas e respectivos aliados políticos.

Portugal é membro não permanente do Conselho de segurança, Paulo Portas, o seu ministro dos negócios estrangeiros, especificou qual a linha adoptada na ONU relativamente ao golpe de Estado na Guiné-Bissau.

Fonte: RFI.fr

via Serifo Nhamadjo: “Carta de Transição Poderá Estar Caduca” | GBISSAU.com.

Anúncios

One comment

  1. Ta claro que todo o comando da dita Junta Militar deveria ser mandado para reforma. As forças armadas não podem simplesmente julgar que podem fazer e desfazer as coisas como bem lhes apetece. A cada dia tenho mas certeza que o povo guineense é um povo refém onde parece que já se vive aguardando que os donos da terra quando bem lhes apetece surjam e façam das suas. haja paciencia para isso Guineense digam basta.

Deixe aqui o seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s