Conclusões do Conselho sobre a Guiné-Bissau 3159º Reunião do Conselho dos Negócios Estrangeiros, 23 de Abril de 2012 « Database of Press Releases related to Africa – APO-Source

LUXEMBURG, Luxembourg, April 23, 2012/African Press Organization APO/ — O Conselho aprovou as seguintes conclusões:  “1 –    A União Europeia condena firmemente o golpe de Estado na Guiné-Bissau e exige o restabelecimento imediato do governo legítimo, a conclusão do processo eleitoral democrático interrompido e a imediata restauração da ordem constitucional. 2 –     Instituições de transição auto-nomeadas não serão reconhecidas, nem tem tão pouco qualquer género de acordo que permita às forças armadas continuarem a ameaçar ou a controlar os poderes civis. A União Europeia rejeita o estabelecimento do autoproclamado “Conselho Nacional de Transição”. 3 –     A liberdade e a segurança de todos os cidadãos devem ser asseguradas e os perpetradores de violações dos direitos humanos devem ser responsabilizados. A União Europeia apela à libertação imediata e incondicional das pessoas mantidas em detenção ilegal e ao fim da violência e intimidação contra líderes políticos e representantes da sociedade civil. 4 –     A União Europeia toma nota da decisão da União Africana de suspender a Guiné-Bissau e apoia firmemente os esforços das Nações Unidas, da CEDEAO e da CPLP no sentido de restaurar a democracia, a estabilidade e o respeito pelos direitos humanos no país. 5 –     A União Europeia está pronta a impor medidas restritivas contra os indivíduos que continuem a levar a cabo ou a dar apoio a actos que ameacem a paz, a segurança e a estabilidade da Guiné-Bissau”. SOURCE European Council

via Conclusões do Conselho sobre a Guiné-Bissau 3159º Reunião do Conselho dos Negócios Estrangeiros, 23 de Abril de 2012 « Database of Press Releases related to Africa – APO-Source.

Anúncios

One comment

  1. Deixemos de palavra pâra accao é chegado o tempo da comunidade internacional tomar uma decisao firme e ẻnergica contra esses gẻnerais. Esta sendo uma rotina em africa os militares quêrerem fazer desmando quando bem entenderem

Deixe aqui o seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s